domingo, 26 de outubro de 2008

RESISTÊNCIA NAS ESCOLAS

LISTA DE ESCOLAS QUE, DE NORTE A SUL DO PAÍS, RECLAMAM PELA SUSPENSÃO DO ACTUAL MODELO DE AVALIAÇÃO, POR FERIR A QUALIDADE DO ENSINO E DA EDUCAÇÃO E A DIGNIFICAÇÃO DA CARREIRA DOCENTE


Lista Actualizada a 26 de Outubro


Agrupamento de Escolas de Armação de Pêra / Algarve
Agrupamento das Escolas de Ourique / Alentejo
Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Poiares
Agrupamento de Escolas de Vouzela
Agrupamento de Escolas de Forte da Casa / Lisboa
Agrupamento Vertical Escolas de Azeitão
Escola Secundária Jaime Magalhães Lima / Aveiro
Escola de Aradas / Aveiro
Escola Secundária D. João II / Setúbal
Escola de Arraiolos
Escola Secundária c/ 3ª ciclo Manuel da Fonseca / Santiago do Cacém
Escola Secundária c/ 3º ciclo Rainha Santa Isabel /Estremoz
Escola B1 de Sta Marisa de Beja - Demissão do Conselho Executivo e de todos os Órgãos intermédios
Escola Alice Gouveia / Coimbra
Escolas do Concelho de Chaves
Escola Secundária da Amadora / Sintra
Escola EB23 DR. Rui Grácio / Sintra
Escola Secundária Ferreira Dias / Cacém
Escola secundária c/ 3ª ciclo Camilo Castelo Branco / Vila Real
Escola Secundária Dr. Júlio Martins / Aveiro
Escola Jaime Magalhães / Aveiro
Secundária Alcaides de Faria / Barcelos
Departamento de Expressões da Escola Eugénio de Castro / Coimbra
Departamento de Expressões da Escola Secundária Filipa de Vilhena / Porto
Departamento de História, Filosofia e E.M:R. da Escola Secundária de Odivelas
Declaração da Demissão de Avaliador do Prof. José Maria Barbosa Cardoso,
Declaração de Demissão da maioria dos professores Avaliadores n/ Coordenadores, da Escola Secundária Camões.

5 comentários:

Anónimo disse...

E então e esta?
Estão a esquecer-se....vamos lá actualizar.

O Agrupamento Vertical de Escolas D. Manuel de Faria e Sousa – Felgueiras, aprovou, no dia 23 de Outubro de 2008, em Conselho Pedagógico, por unanimidade, a suspensão dos procedimentos relativos à Avaliação de Desempenho do Ministério da Educação.

Abraços

Anónimo disse...

Manifestação a 15 de Novembro, sim. E greve geral indefinida, depois.

Francisco

O.Pina disse...

Tanto chinfrim para afinal haver meia dúzia de escolas que reclamam a suspensão do modelo de avaliação?
Tirem a lista do site e digam que há centenas de escolas a reclamar!
Assim sempre enganavam os parolos....

Anónimo disse...

Para actualização da lista das escolas que continuam a luta:
Juntam-se agora mais duas de MOURA:
A Escola Secundária com 3.º Ciclo de Moura e a Escola Básica de Moura.
Continuemos a lutar ...

setora disse...

Cá vai o texto/requerimento de suspensão da avaliação que correu hoje no meu agrupamento e que de imediato foi assinado por mais de 95% dos professores da escola sede e. b. 2. 3. Falta recolher do 1º ciclo e Jardim. Logo que chegue a estes colegas, será entregue.

À presidente do Conselho Executivo
do Agrupamento de Escolas Nuno Álvares Pereira
Ao Conselho Pedagógico
Ao Conselho Geral Transitório

Sem querer fazer um levantamento exaustivo de todos os aspectos que viciam a aplicação do disposto no Decreto Regulamentar 2/2008 mas levantando alguns dos pontos de que enferma o corrente processo de avaliação de desempenho dos professores,
- Uma avaliação subordinada a quotas;
- Uma avaliação feita por pares, necessariamente inquinada por conflito de interesses;
- Uma avaliação que integra a avaliação dos alunos como factor, abrindo mais uma zona de conflito;
- Uma avaliação assente em instrumentos de medida concebidos arbitrariamente, teórica e cientificamente inconsistentes e incapazes de determinar o valor do desempenho de cada professor;
- Uma avaliação que conta com avaliadores necessariamente impreparados para a função;
- Uma avaliação burocrática, inexequível e inútil para a formação dos professores e que os impede de cumprirem com energia e alegria o trabalho com os alunos;
- Uma avaliação que coloca em situação de desigualdade, com graves consequências para concursos e progressão na carreira, os professores de grupo disciplinar para grupo disciplinar, de escola para escola;
Os professores abaixo assinados do Agrupamento de Escolas Nuno Álvares Pereira – Camarate vêm requerer a imediata suspensão do processo que consideram iníquo.
Camarate, 29 de Outubro de 2008

EMAIL da APEDE: correio@apede.pt
  • Ligações a ter em conta
  • site da APEDE
  • A sinistra ministra
  • A Educação do meu Umbigo
  • ProfAvaliação
  • outrÒÓlhar
  • M.U.P
  • o estado da educacao
  • o cantinho da educacao
  • educação sa
  • correntes
  • movimento escola pública
  • As Minhas Leituras
  • ultimaseducativas
  • PROmova
  • educar resistindo
  • escola pública
  •